2017-10-09

CineEco: Sustentabilidade e aquecimento global no grande ecrã de Seia

A 23ª edição do CineEco, o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, vai centrar-se na premissa de que “Tudo pode mudar”, expressão que dá título ao conhecido projecto, livro e documentário da activista social Naomi Klein. Ao todo, serão 100 os filmes em exibição no festival que se realiza de 14 a 21 de Outubro, em Seia.


Longas-metragens, curtas-metragens, documentários e reportagens regionais, nacionais e internacionais. Estas são algumas das categorias em que se inserem os filmes da programação deste ano, oriundos de mais de 25 países e em exibição na Casa da Cultura de Seia.


O livro “Tudo Pode Mudar: Capitalismo vs Clima”, de Naomi Klein, serviu de ponto de partida para o documentário “This Changes Everything”, realizado por Avi Lewis, uma das películas de maior destaque no CineEco. O documentário, internacionalmente aclamado, apresenta retratos de comunidades ameaçadas pelas mudanças climáticas um pouco por todo o mundo e protagonizou a pré-abertura do festival, no passado dia 15 de Setembro.


Já a abertura oficial do festival está marcada para o dia 14 de Outubro, com a exibição simbólica do clássico do cinema mudo português, “Os Lobos”, de Rino Lupo, filmado num ambiente rural de Seia, cidade que acolhe o festival.


Para além das várias categorias em competição, cuja programação pode ser consultada aqui, o festival vai apresentar uma série de sessões especiais, fora de competição, com destaque para “Uma Sequela Inconveniente: A Verdade para o Poder”, de Al Gore, e “A Odisseia”, de Jérome Salle, um olhar sobre a vida e obra do oceanógrafo Jean-Yves Cousteau.


O público infantil terá, igualmente, direito a sessões, com a exibição de filmes como “Amarelinho” e “A Canção do Mar”.


A selecção oficial de filmes deste ano foi o resultado da análise de mais de 500 obras cinematográficas submetidas ao festival de cinema ambiental da Serra da Estrela.


Este ano, o festival, para além dos prémios habitualmente atribuídos, vai premiar filmes que revelem diferentes abordagens à temática da água, numa parceria entre o CineEco e o Fórum Mundial da Água, que decorrerá em 2018, na cidade, capital brasileira, de Brasília, e que permitirá a exibição destes mesmos filmes na cimeira internacional.


O CineEco, organizado pela câmara municipal de Seia, é um dos mais antigos festivais de cinema de ambiente do mundo e integra a Green Film Network, uma plataforma internacional de 40 festivais.


A revista Smart Cities é media partner do festival.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-06-14
Braga atenta à qualidade ambiental
A cidade de Braga vai passar a controlar os níveis de poluição do ar, do som e das águas fluviais. A solução que...
2016-11-16
Trump abre a porta para EUA saírem do Acordo de Paris
A eleição de Donald Trump como 45º Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) apanhou o mundo de surpresa e...
2016-10-04
Filmes que podem mudar o mundo, em Seia
De 8 a 15 de outubro, Seia volta a ser a capital do cinema ambiental em Portugal, com a realização da 22ª edição...
2016-07-29
"Tentamos trazer um input social, económico e cultural positivo a toda a região"
O Boom é um festival de música, artes e cultura, que, de dois em dois anos, celebra a lua cheia de Agosto e aposta...
VER TODAS