2017-04-04

Uma app da freguesia para a cidade

Participar problemas e aproximar os cidadãos da gestão da cidade. É esta a proposta da Nossa Freguesia, a aplicação móvel para dispositivos iOS e Android lançada na semana passada pela RightCo, empresa portuguesa ligada ao desenvolvimento de soluções mobile e web. A plataforma quer ser o canal escolhido pelas freguesias para melhorar a eficiência dos serviços e fomentar a participação cívica, tendo já a freguesia da Penha de França, em Lisboa, como primeiro cliente.

 

Reportar ocorrências comuns ao nível do espaço público, como falta de caixotes de lixo, mobiliário urbano danificado ou iluminação deficiente, é uma das principais funcionalidades da recém lançada app, que funciona com base na georreferenciação e possibilita, de igual forma, a identificação de pontos de interesse, locais e eventos a decorrer.

 

Depois de identificados pelos utilizadores, os problemas são enviados para as autarquias correspondentes, podendo ser acompanhados via web ou aplicação móvel. Aqui, será possível fazer comentários, assim como consultar o estado actual da ocorrência: por resolver, em análise ou resolvido. Será ainda possível, às autarquias, entrar em contacto com os utilizadores que submeteram ocorrências.

 

A aplicação, dedicada à gestão urbana, destina-se maioritariamente ao sector público e ao cidadão comum, trazendo “mais valias para os dois lados”, às autarquias e freguesias, que gerem as ocorrências, e aos cidadãos, que as submetem. Quem o diz é Nuno Firmo, Innovation Manager da RightCo, acrescentando ainda outras mais-valias da Nossa Freguesia para a gestão autárquica, como “a redução de burocracias, a manutenção do espaço público e a optimização dos recursos disponíveis”. Para além das aplicações móveis, a plataforma dispõe de uma plataforma de gestão on-line, que opera como backoffice.

 

Disponível, neste momento, para todos os cidadãos do território nacional, a empresa responsável pelo desenvolvimento da aplicação apresenta como objectivo estender-se, ainda este ano, a nível internacional e contar com mais de 150 mil submissões de ocorrências.

 

A freguesia lisboeta da Penha de França é a primeira cliente da plataforma, contando já com a IPenha, uma aplicação especificamente dedicada aos seus fregueses.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-10-24
Sharing Economy 2.0: A Plataforma Cooperativa
A TfL (Transport for London) revogou a licença da Uber para operar em Londres. Sadiq Khan, mayor da cidade, de...
2017-10-19
Parpe, o serviço que quer “descentralizar” a mobilidade em Portugal
A Parpe é um serviço de partilha de automóveis peer-to-peer (P2P), das pessoas para as pessoas. Quem tem o carro...
2017-10-11
Plataforma digital da Justiça destaca-se pela “proximidade” ao cidadão
Para o novo sítio web da justiça portuguesa, um mês de vida foi suficiente para serem publicamente reconhecidas...
2017-09-29
Ribeira Grande tem uma app pensada para residentes e turistas
Locais para visitar, sugestões de restauração ou os melhores lugares para dar um mergulho. A partir de agora, é...
VER TODAS